9 de agosto de 2023

Néos na 5ª edição do TAG Summit 2023

A Néos Previdência marcou presença no TAG Summit 2023: Avistando terra firme, na terça-feira (08/08). Estiveram presentes, o Diretor de Investimentos, Alexandre Vita e o Gerente de Planejamento e Pesquisa, Cleiton Pires, que mediou o quinto painel do evento. Em sua 5ª edição, o encontro abordou sobre o cenário, estratégias, perspectivas, governança e inovação da […]

A Néos Previdência marcou presença no TAG Summit 2023: Avistando terra firme, na terça-feira (08/08). Estiveram presentes, o Diretor de Investimentos, Alexandre Vita e o Gerente de Planejamento e Pesquisa, Cleiton Pires, que mediou o quinto painel do evento. Em sua 5ª edição, o encontro abordou sobre o cenário, estratégias, perspectivas, governança e inovação da área de investimentos.

O Gerente de Planejamento e Pesquisa, Cleiton Pires, comemora a sua participação no painel, intitulado de Multiverso Financeiro e suas Possibilidades. “Foi um prazer ser moderador do painel, poder discutir com os gestores temas atuais e os desafios para a gestão de investimento com o novo cenário macroeconômico. Conseguimos conversar sobre alternativas de investimento fora dos investimentos tradicionais e que podem beneficiar a carteira da Néos neste novo cenário de taxa de juros em queda”, disse.

Cleiton também destaca que a participação da Néos nesse tipo de evento demonstra a preocupação da gestão dos investimentos em estar sempre se atualizando e avaliando as tendências do mercado. “Com toda essa experiência e troca de conhecimentos, conseguimos pensar a carteira de investimento para frente”, comenta. “O importante de tudo que vimos foi que o cenário de queda de juros pode gerar novas oportunidades de investimentos para as EFPCs”, complementa.

Já o Diretor de Investimentos da Néos, Alexandre Vita, apontou que o evento foi bastante rico em conteúdo, com participação do Diretor de Política Econômica do Banco Central do Brasil, Gestores e Economistas. “Quanto ao painel que participamos, podemos ouvir a percepção dos gestores quanto às suas alocações nos segmentos que compõem os fundos multimercados”, relatou.

Vita informa ainda sobre o que trouxe como aprendizado para os novos rumos dos investimentos da Néos. “O sentimento geral percebido com a trajetória de redução da taxa de juros local é de otimismo no curto prazo, tanto no segmento de renda variável, quanto na renda fixa, principalmente em crédito privado. Porém, no médio e longo prazo, há dúvidas principalmente relacionadas ao cumprimento das metas fiscais”, conclui.

-->