25 de julho de 2022

Institutos Previdenciários Néos

Uma dúvida bastante comum entre os Participantes que se desligam da Patrocinadora e ainda não se aposentaram é qual caminho trilhar com o Plano de Previdência da Néos. É importante saber que há um verdadeiro leque de opções para quem vive esse momento, tanto mantendo quanto encerrando o vínculo com a Entidade. Este cardápio é […]

Uma dúvida bastante comum entre os Participantes que se desligam da Patrocinadora e ainda não se aposentaram é qual caminho trilhar com o Plano de Previdência da Néos. É importante saber que há um verdadeiro leque de opções para quem vive esse momento, tanto mantendo quanto encerrando o vínculo com a Entidade. Este cardápio é composto pelos Institutos Previdenciários, dos quais fazem parte o Autopatrocínio, o BPD, o Resgate e a Portabilidade.

Após anos construindo uma reserva matemática a fim de conquistar uma aposentadoria tranquila, o Participante não precisa se desfazer de seus objetivos em caso de término do vínculo empregatício com a Patrocinadora. É possível manter o planejamento previdenciário na própria Néos (Autopatrocínio) ou portar a reserva constituída para outra entidade fechada, instituição financeira ou companhia seguradora (entidades abertas).

Portabilidade

Através deste instituto, o Participante, uma vez desligado da Patrocinadora, pode transferir sua reserva para outra entidade, como a Néos, ou para uma instituição financeira ou companhia seguradora (entidades abertas). A Entidade que recebe o aporte passa a administrar toda a reserva matemática e, por isso, com esta opção é cessado qualquer vínculo do Participante com a Néos.

Autopatrocínio

O Autopatrocínio permite que o Participante continue se preparando para o futuro, através de contribuições mensais para o Plano Previdenciário. Este se diferencia, porém, por manter o vínculo do Participante com a Néos, que continua a administrar a sua Reserva Matemática.

Pode optar pelo instituto quem ainda não completou a idade para requerer o Benefício de Aposentadoria na Entidade.  No Autopatrocínio, o Participante faz a sua contribuição, tem a opção de assumir o valor da contribuição antes feita pela Patrocinadora, e custeia as despesas administrativas e de risco do Plano, já que passa a se patrocinar.

BPD – Benefício Proporcional Diferido

O Benefício Proporcional Diferido, também conhecido como BPD, é mais uma opção a que o Participante pode recorrer para manter o seu vínculo com a Néos mesmo após o desligamento da empresa. Quem escolhe este Instituto pode ou não realizar contribuições voluntárias, ou seja, deixa de ter a obrigatoriedade da contribuição básica mensal ao Plano Previdenciário. A Reserva Matemática, no entanto, continua sob a administração da Entidade, e também é rentabilizada todos os meses, de acordo com o Perfil de Investimento escolhido pelo Participante.

Para optar pelo BPD, é necessário que o Participante tenha pelo menos 36 meses de vínculo com a Patrocinadora. Assim como no Autopatrocínio, o Participante desligado que opta pelo BPD passa a custear a despesa administrativa do Plano, uma vez que, como Participante Ativo, quem arcava com este custo era a própria empresa.

Resgate

Através dele, o Participante resgata 100% das suas contribuições feitas ao Plano Previdenciário. Já o resgate das contribuições feitas pela Empresa em nome do Participante está condicionado ao tempo de vínculo empregatício na Patrocinadora. Assim, quanto maior for o tempo de vínculo com a Empresa, maior será o valor a ser resgatado pelo Participante no futuro – consultar Regulamento do seu Plano para verificar as orientações e requisitos vinculados.

Ainda com dúvidas sobre os Institutos? A equipe de Seguridade está à disposição para ajudar com os esclarecimentos necessários ou consulte o regulamento do seu Plano.

Confira aqui como consultar o extrato de instituto no site da Néos.

-->